Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > Mais um sucesso do PMAII, software desenvolvido pelo IEAv, agora completamente integrado nas aeronaves H-36 das 3 Forças Armadas
Início do conteúdo da página

 

 

                    Entre os dias 13 e 22 de junho de 2018, foi dado mais um importante passo na integração do PMA II com os sistemas da aeronave H-36 Caracal.

(http://www.ieav.cta.intraer/index.php/institucionais/234-forcas-armadas).

                   Nesta ocasião representantes da AH (Airbus Helicopters), da HELIBRAS, da COPAC (Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate), do IEAv (Instituto de Estudos Avançados), dos operadores do H-36 nas Forças Armadas (HU2, 1º BAVEX e GTE) e os Gerentes Técnicos das três Forças realizaram a validação dos componentes entregues pela AH e integrados ao Planejador de Missão Aérea (PMA II), desenvolvido completamente pelo IEAv.

                   A aeronave H-36 possui diferentes versões entregues para as Forças Armadas, e desta forma, exigiu que houvesse a necessidade dos testes de validação em cada uma delas. A primeira versão a passar pela validação foi a Operacional da Marinha, a qual se encontra em fase final para a entrega, na HELIBRAS em Itajubá-MG.  Já a segunda, foi a versão Operacional do Exército, cujos componentes testados são similares aos da versão Operacional da Força Aérea. Para estes testes foi selecionada uma aeronave do 1º BAVEX em Taubaté-SP. Por fim a última versão a ter passado por validação foi a VIP, disponível apenas no GTE – Grupo de Transporte Especial, em Brasília.

                   Todos os testes de validação foram realizados no PMA II, por meio dos componentes integrados que foram entregues pela AH. A conclusão desta etapa se apresenta como um importante marco para a interoperabilidade das três Forças e terá como próxima etapa a entrega formal do PMA II para uso da Marinha e do Exército, prevista para os próximos meses.

                  Para o Cel Av Lester de Abreu Faria, Diretor do IEAv, “a finalização dessa etapa e a conclusão desse marco estabelecem, mais do que nunca, a elevada capacidade de nossa equipe técnica do IEAv, tendo desenvolvido um software que hoje é aplicado a todas as Forças Armadas, incrementa o poder combativo, a consciência situacional de pilotos e planejadores e, ainda, favorece a tão sonhada e buscada interoperabilidade. Isso sim é geração de assimetria de poder!!!”

 

Fim do conteúdo da página