Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Notícias > IEAv recebe novos Sargentos da Força Aérea Brasileira
Início do conteúdo da página

 

 

 

 

           No mês de julho, após terminado o período de formação militar ministrado pelo CPORAER-SJ, os novos Sargentos Temporários (QSCON) da Força Aérea Brasileira puderam conhecer algumas das Organizações Militares da GUARNAER-SJ.

          Dentre estas, o IEAv se mostrou, mais uma vez, ponto de destaque e de interesse para os novos militares, uma vez que pôde apresentar não só o seu histórico de conquistas e de dedicação à causa militar, mas também as suas diferenciadas linhas de pesquisa, na fronteira do conhecimento, e que geram a tão almejada assimetria de poder para a FAB, sendo sinônimo de soberania e de dissuasão em nível mundial.

         Os visitantes foram inicialmente conduzidos ao auditório do IEAv, onde assistiram a uma apresentação institucional proferida pelo Diretor, Cel Av Lester, que falou sobre o histórico da criação do Instituto, sobre as atuais linhas de pesquisa e Divisões, salientando o grau de excelência de nossos projetos e os valores aqui cultuados, sendo esses pontos diferenciados e potencializadores do sucesso que vimos atingindo no cumprimento de nossa missão institucional. Nesta abordagem, ressaltou ainda a importância de cada um dos militares ali presentes, e o quanto a FAB espera de cada um deles para que a nossa missão de “Defender, Interar e Controlar” seja cumprida.

       Após esse primeiro contato, os novos sargentos forma acompanhados por integrantes da ACS do IEAv para interagirem com os pesquisadores de cada uma de nossas Divisões Técnicas, a fim de melhor conhecer e tirar dúvidas pontuais sobre a nossa missão diária.

      Para o Cel Av Lester de Abreu Faria, Diretor do IEAv, “poder receber esses militares antes mesmos de eles integrarem as demais organizações do DCTA nos deixa orgulhosos e confiantes no futuro, uma vez que, conhecendo-nos melhor, se mostrarão como multiplicadores de nossos valores e cultura, além de facilitadores do interrelacionamento entre instituições, maximizando o desempenho do DCTA como um todo e criando a sinergia necessária para o desenvolvimento da FAB e do Brasil como Nação desenvolvida!!”

 

Fim do conteúdo da página