Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Diretriz de Comando do IEAv
Início do conteúdo da página

1.   CONTEXTO GERAL E DA FAB

  • Desenvolvimento em curso das aeronaves KC-390 e F-39, para entrada completa em serviço na próxima década.
  • Dois voos controlados de veículo orbital brasileiro na década de 90.
  • Domínio completo do voo automático de aeronave remotamente pilotada, com tecnologia nacional.

Quais serão então as tecnologias e sistemas que trarão ganho operacional futuro para os voos atmosférico e espacial?

2.   MISSÃO, VISÃO E POSICIONAMENTO

Missão do IEAv: Ampliar o conhecimento científico e o domínio de tecnologias estratégicas, a fim de contribuir para o desenvolvimento de soluções científico-tecnológicas no campo do Poder Aeroespacial

Visão do IEAv: Ser reconhecido como instituição de excelência e de referência internacional em pesquisas de tecnologias avançadas no campo aeroespacial.

Posicionamento: realizar pesquisa básica orientada, pesquisa aplicada e desenvolvimento experimental de tecnologias e sistemas aeroespaciais, em parceria com os demais Institutos e Centros de Lançamento do DCTA, conforme as definições e melhores práticas hoje aceitas na comunidade científica internacional.

Realizar análise de engenharia de sistemas nos projetos existentes e vindouros, de forma a maximizar o atendimento das expectativas dos stakeholders. As contribuições científicas do IEAv estarão alinhadas com o potencial benefício na execução das missões, nos domínios atmosférico e espacial.

3.   DIRETRIZES EMANADAS DA DIREÇÃO

Em um contexto de restrições orçamentárias e escassez de RH especializado, o IEAv consolidará seus processos e valores para que a conversão de recursos em produtos de pesquisa seja o mais relevante possível:

4.   PERSPECTIVAS

  • O Brasil hoje domina o voo automático. E o voo autônomo, onde o agente é inserido num ambiente operacional onde pode necessitar de algum nível de decisão sem a possibilidade da ação humana imediata?
  • O ciclo de propulsão baseado em compressão e expansão com combustível fóssil está alcançando seu ápice. Qual será a fonte de energia limpa e de alta densidade para as operações futuras?
  • Em quais camadas do nível de decisão - político, estratégico, operacional ou tático - as tecnologias emergentes poderão incrementar os procedimentos e doutrinas existentes?

 

Fim do conteúdo da página